ClaridadeSaberás que meu coração é puro
E que nós somos sussurro
Rompendo aos poucos no silêncio
Entre a vaga claridade no escuro
E o soar de amor em lençóis limpos

No carinho de dias frios
Somos nós saudade e reencontro
E a preguiça que se dá em viver
Quando se tem amor

Então, que se parem as horas
Então, que se amarre o tempo
E que não se viva
Apenas perceba que amor não é triste
Que não envelhece
Que não tem impurezas

Então que se passem as horas,
Que se perca o tempo
Que se abrace na cama
Em meio a lençóis bagunçados
Mas que viva de amor
Enquanto estiver ao meu lado…

Nairon J. Alves
Março, 27, 2014 às 22h45min.