escoarEu quero que aconteça
Que me vista, dos pés a cabeça, com sobriedade
Para que eu te ame de verdade
Para que não te sufoque
E, sim, te liberte

Que interpretemos aquela canção
E que o coração bata mais forte
Já não existe sorte
Já não existem nós
Apenas nós e a corrente
Como o mar, a onda vir e escoar

Por isso espero que aconteça
Que não more na minha cabeça
E sim construa uma realidade

E que às vezes fique só
Só que não vá pra muito longe
Pois saudade é amor pedindo pra ser doado
Dado, entregue
Leve.

Nairon J. Alves
Julho, 31, 2013 às 00h40min.