sonharQuando se fecha os olhos
E o tempo já não é mais o mesmo
Já não espero resposta
Nem escondo meus medos

Ao longe suave sossego
Encontro nas pontas dos dedos
Que alisam os meus cabelos
Toda gloria que me cabe

E que não se acabe com o raiar do dia
Quero que me olhe e sorria
Para que sem nem pensar
Meu peito transborde de alegria

Quando se fecha os olhos
E o tempo já não é mais o mesmo
Já é permitido sonhar
E libertar os desejos

E no mundo que enxergo
Do amor que saboreio
Silencio não é ausência
São os segundos entre os beijos

Em mim existe um mundo
Esse mundo que descrevo
Na felicidade de um olhar
Dos abraços e dos beijos
Eu vejo!

Nairon J. Alves
Julho, 25, 2013 as 22h10min.