Guardião da manhãVeja bem, eu prometo tentar,
Tentar ver o mundo além do agora,
Parar de mudar tudo toda hora,
Prometo orar para o guardião da manhã,
E imaginar no vento ou no tempo, talvez,
Uma linda anciã.
Prometo deixar a saudade entrar e sair
E não aprisioná-la a mim.
Prometo desistir de sofrer,
Chorar para aliviar meu peito
E poder voltar a sorrir,
Sem precisar de motivo aparente,
Assim, quando o dia acabar,
A noite chegar e eu voltar a dormir,
Eu prometo sonhar,
Eu prometo ser feliz.

Nairon J. Alves
Dezembro, 09, 2012 às 23h32min.