Tem vagalumes nos seus beijos,
Que iluminam a noite em mim,
No escuro em que me vejo,
Paixão azul, verde ou carmim.
Os ventos que encontramos,
Sob as estrelas que se desprendem
Dos céus que inventamos
Aos sonhos que teremos.
Há loucura em seus beijos,
Que me fazem realidade,
Somos verdade, tudo e tanto,
Que já nem me importo com a saudade.
Não tenho medo do que vejo;
Do que sinto; do que almejo;
Nem tenho medo de assumir,
Hoje sou um pouco de tudo,
E até mais desejo,
Loucura azul, verde ou carmim.

Nairon J. Alves
Agosto, 09, 2012 às 11h55min