Então, que talvez seja incerteza,
Ou verdade oculta
Como pimenta que me arde a boca, o nariz,
Além das lagrimas que me escorrem a face,
E assim me enlace com o seu afago,
Doce, suave, além do cheiro que me vem à mente,
Quente, tanto que a minha pele sente,
Num arrepio bom o que meu coração cita
Num verso choroso, com notas aveludadas,
E, quem sabe, são só mais três palavras,
Que me fazem suspirar sem parar,
“Eu digo sim”
Para que você me encante, um pouco mais de cada vez.

Nairon J. Alves
Junho, 21, 2012 às 01h32min