Honestamente, olhando pro mar,
Com os olhos cheios d’água
Senti saudades, dor e pesar,
Eu sei, essas coisas passam,
Além de você está olhando por nós daí.
Onde as coisas acontecem primeiro.
Eu entendo e reconheço o zelo,
O apreço, o amor…
Só que não é fácil lidar com a dor,
A saudade e o pesar,
Tem vezes que não parece passar.
Porém, já não importa capitão de nossas vidas
Nos guie diante desse mundo imperfeito
Nos mostre como caminhar direito
Como fez com os próprios pés.
E assim, que aprendamos, ao menos,
Pescar oportunidades, amor, apreço,
Vontade, verdade e a saudade,
Ainda que me aperte o peito uma vez ou outra.
Honestamente, olhando pro mar,
Com os olhos cheios d’água,
Com saudades de vocês.

Nairon J. Alves
Abril, 18, 2012 ás 02h35min

* 1926
2012