Eu pedi aos ventos paciência,
Sentado na escada da varanda
Olhando através dos seus olhos
Feito água, toda a verdade,
A saudade e a dor.
Eu vi o amor,
Que você inventou em 30 segundos,
E a tempestade que o silêncio esconde,
Eu pedi aos ventos,
Eu pedi um pouco mais de sabedoria
Um pouco mais de compaixão,
Mas no momento estou aprendendo a esperar.
Enquanto fui abraçado pelo mar,
Após as pontes que construí desmoronarem
Do lado de cá dos meus olhos
Junto com as lagrimas,
A verdade, a sua dor e saudade.
Eu pedi aos ventos paciência,
Por favor, faça silêncio,
Estou aprendendo com o farfalhar das folhas.
Um pouco mais, isso, pronto.
Sim, me abrace!

Nairon J. Alves
Março, 22, 2012 às 03h27min