Isso é simples como mares e ventos
É o mesmo que fechar os olhos
E divagar por entre ondas,
Areia branca e o calor do sol…
Dançar com passos acelerados
Ou um coração apertado
Ao som de uma só voz.
Talvez, na hora de voltar pra casa
Acordar pra ver o que há a nossa volta
E se esconder da chuva só pra ter,
Ter mais uma gota de sua voz
Quem sabe a sós cumpramos nossas promessas?
Quem sabe o mar gelado das tardes frias de agosto
Nos façam lembrar?
Não desisti de sonhar,
Mas desisti de desistir,
Resistir.
E conseguir ouvir a musica,
Vai dançar por sua própria conta
E aprontar o melhor sorriso,
Para os ventos e mares…

Nairon J. Alves
Setembro, 01, 2011 às 23h43min