Que bela margarida
Toda bordada de luz do sol
Brisas e treliças de um amor
Tão lindo quanto às ondas.

E os pássaros que cantarolam
Uma valsa amarela
Com as cores da margarida
Que por aqui floresce

Os de lá que “pássareiam”
E voam com suas cores
Seus carmins intensos
Seus rosas jasmim

Eu que do alto vejo
Lampejos a diante no céu
Imagino sempre que vejo
Seus beijos azuis cor do céu

Queixoso sempre que fala
Meloso sempre que ver
Coração bobo sempre exala
O doce margarida ser

Nas brisas as treliças e as ondas
O amor veio se refazer
Tão linda quanto à margarida
Bordada a luz do meu ser

Com doces gotas de orvalho
Arco-íres de bem querer
Um sol que esquenta os desejos
Meus medos a desfazer

Que bela margarida que era
Toda bordada de luz do sol
Brisas e treliças de um amor
Tão lindo quanto às ondas

Nairon J. Alves